Como Funcionam os Preços das Passagens Aéreas

Como Funcionam os Preços das Passagens Aéreas

Este é um assunto importante, que coloca muito medo nas pessoas, mais ainda se forem tipo “marinheiros de primeira viagem”. Até mesmo quando você entra numa promoção pode descobrir que o preço promocional está maior que o preço “normal” que você tinha visto na semana passada.

Assim muita gente se sente enganada, que foi propaganda enganosa. Pior ainda é descobrir com o passageiro ao seu lado, que ele pagou 20, 30, 40% ou menos que você.

O que todos devem entender – mesmo que parecendo completamente injusto ou sem lógica -, é que Passagem Aérea não é tomate, arroz, roupa, biscoito. Não tem preço fixo. Os preços das passagens aéreas tem uma lógica completamente diferente e você precisa saber qual é essa lógica para aproveitar melhor as promoções, ou economizar nos preços mesmo sem achar alguma promoção.

A seguir mostramos alguns dos fatores que determinam o preço de uma passagem aérea. Todos eles fazem parte de um método de gestão, desenvolvido pelas companhias aéreas dos EUA na década de 80, denominado de Yield Management ou Gestão de Oferta ou Gestão de Rendimento, que visa a maximização do rendimento ou lucro. Esteja atento para aproveitar-se deles e não para ser pego no contrapé por eles.

PS: todos os valores indicados abaixo são totalmente fictícios, embora suas variações – para cima ou para baixo – sejam, proporcionalmente, bastante reais.

(I) Primeiro é preciso entender que em um mesmo voo, seja dentro ou fora do Brasil, é possível ter pessoas que pagaram R$150, outras que pagaram R$ 250 e ainda outras que pagaram R$300. Todas elas vão receber exatamente o mesmo serviço e – tenha certeza – isso é assim no mundo todo.

O que acontece é que a companhia aérea divide o avião em vários pedaços (conjuntos de poltronas)  e as passagens de cada grupo desses terão preços diferentes. Não estamos falando daqueles voos internacionais, onde existem poltronas diferenciadas no tamanho, espaço para pernas, além de serviços bem diferenciados. Estamos falando de classe tarifária – em que as empresas dividem as poltronas por seções (dentro da mesma categoria de assentos). Observe que o serviço prestado aqui será exatamente o mesmo, só vai mudar o custo da passagem, e você poderá sentar ao lado de outro passageiro que comprou a passagem de outra classe e que pagou menos que você.

Normalmente o serviço prestado será o mesmo independente da classe tarifária, o que muda são algumas “regalias”, como a possibilidade de mudar a data da passagem sem precisar pagar mais ou receber mais milhas por voo ou ainda maior prioridade na hora do embarque (o momento da entrada no avião). Mas durante a viagem vocês vão estar ali, um ao lado do outro.

(II) Segundo, você já viu um anúncio de uma passagem para onde você quer voar, e quando foi ao site, um ou dois dias depois realizar a compra descobriu que o preço, ofertado antes em R$ 450, tinha subido para R$ 590?

Era mentira então? Não, infelizmente não era mentira, simplesmente pode ter acabado a oferta (elas ficam no ar por muito pouco tempo) ou então acabaram as poltronas daquela classe tarifária, e agora só tem de uma classe maior (não necessariamente melhor).

Para entender melhor acompanhe na imagem ao lado, ela é uma representação dos assentos disponíveis num avião fictício (só para facilitar todos os assentos são de um único tipo, então seria tipo a classe econômica de um voo internacional):

A companhia reserva os últimos 12 assentos na parte traseira do seu avião, e coloca um preço x (no exemplo são à R$ 59). Reserva outro grupo de assentos e coloca um preço maior, no exemplo R$ 69, depois outro grupo à R$ 99, novo grupo à R$ 159, e assim por diante, até que finalmente os primeiros assentos do avião ela coloca as passagens à R$ 459.

No início das vendas, em geral com antecedência de quase 1 ano, a companhia vende as poltronas do final do avião por um preço de R$ 119 – que é um dos preços da classe de tarifa Z em nosso exemplo. Assim que acaba de vender passagens nessa classe tarifária, ela passa para a classe seguinte, no caso R$ 129, e assim por diante.

Depois de algum tempo – que pode variar com a velocidade das vendas para aquele voo, ou do prazo se aproximar dos sete a seis meses de antecedência para o voo, ela começa a colocar um anúncio de que tem passagens nesse voo por R$59 – agora já na classe tarifária X. Depois que as primeiras 12 pessoas comprarem o preço irá “subir” para R$ 69. Isso é assim no mundo todo, se chama Yield management (Gestão de Oferta ou Rendimento). Por estranho ou injusto que possa parecer para quem não está acostumado, é  isso que permite termos algumas passagens bem baratas e muitas promoções!

(III) Terceiro: deu ruim, o preço subiu, o que fazer? se desesperar não é a solução, você deve pesquisar em outras datas próximas – você pode usar nossa ferramenta para saber onde procurar mais fácil por preços em dias próximos. (procure naqueles meta-buscadores onde na coluna Dias +/- tem o valor SIM).

Você poderá descobrir até mesmo que o mesmo voo no dia anterior ou posterior está bem mais em conta. Por isso vale a pena pesquisar primeiro para saber quais são os dias que são mais em conta dentro do período que você terá para a viagem.

(IV) Quarto: As Promoções de Passagens Aéreas tem vários formatos, mas dois são os mais comuns.

1 – Pegar um bloco desses e determinar um valor. Olhando a imagem que colocamos no post, uma empresa pode pegar o bloco 3, que custa R$ 99, e colocar com desconto por R$ 49. Nesse caso, quando vender as passagens desse grupo os preços subirão para R$ 259.

2 – Dar um desconto sobre todas as tarifas. Nesse caso todas as tarifas do voo terão desconto e à medida que uma tarifa for esgotando, você poderá comprar pelo preço da tarifa imediatamente mais cara, mas com  desconto. Isso é o que ocorre com os códigos promocionais, por exemplo.

(V) Quinto: A compra de uma passagem aérea muito tempo antes da data do voo, ou muito tarde, quase na data do voo, vai te fazer engolir um preço bem mais salgado.

No caso da antecedência muito grande, pelo simples motivo de que a empresa não tem nenhum motivo para te dar desconto algum. Ela não tem razão para dar descontos, pois ainda vai vender para centenas de outros voos antes desse.

No caso oposto, já muito em cima da hora, ela sabe que você precisa ir mesmo naquela data (quase ninguém pode escolher tirar férias na semana que vem, ou então na próxima) então é venda certa, e seu bolso vai pagar por você não ter feito um planejamento consciente.

Só fechando este item: se é para comprar muito antes ou muito em cima da hora, prefira errar comprando muito antes; o prejuízo existirá de qualquer jeito, mas comprar em cima da hora será ainda pior e muito mais caro.

Quer ver na prática como isto funciona? Fazemos uma pesquisa mensal (que se estenderá por um ano) de Preços de Passagem Aérea – PPP Contínua – que te mostra como os preços se comportam, e portanto variam para mais e para menos, para dois destinos: Europa e Estados Unidos

(VI) Sexto: As empresas aéreas usam software especializado para monitorar como os assentos são reservados e reagem de acordo. Eles sabem também quando um determinado computador está repetindo as mesmas pesquisas de preço para determinado destino, o que significa que o usuário está – realmente – interessado naquela viagem. Assim, ao invés de oferecer um desconto, ela aumenta o preço da passagem, pois está claro que há um grande interesse naquela passagem.

Você pode evitar isso lançando mão de uma mudança básica, e se for possível usar uma mudança avançada. Vejamos as duas, e te daremos uma terceira (a definitiva):

1 – realizar todas as pesquisas usando uma NOVA JANELA PRIVATIVA de seu navegador. Você pode usar o menu de seu navegador ou teclar simultaneamente as teclas abaixo:

[CTRL + SHIFT + N] estando no Google Chrome ou no Ópera
[CTRL + SHIFT + P] no Firefox, no Edge ou no Internet Explorer

Quando você usa uma janela privativa seus dados de navegação (como cookies, histórico de navegação, dados de formulários ou arquivos temporários) NÃO SÃO SALVOS em seu computador, depois de você sair do navegador, e você pode navegar de forma anônima;

2 – você pode, para melhorar a possibilidade de não receber só ofertas mais caras, usar também uma VPN (Rede Virtual Privada) que engana o software desse tipo de site, de onde você está navegando – isto é, não usa seu IP real, mas outro que você pode escolher e se passar por consumidor de outro país ou continente.

Como os softwares de VPN são pagos – existem alguns gratuitos, mas nesses pode haver questões de segurança e nós não recomendamos.

3 – a alternativa mais eficaz (e acredito que completamente te protegerá) é você usar um outro computador – ou um celular em que você desliga o Wi-fi, usando apenas a rede celular.

Só lembre de que se for usar um outro computador, use um que esteja em outro local físico (em seu trabalho ou casa de amigo, por exemplo), para que não seja o mesmo IP de sua internet de banda-larga.

(VII) Sétimo: Ocupação de outros voos – ofertas com escalas muito curtas ou muito demoradas – são outra preocupação das companhias aéreas, pois eles precisam ocupar, se possível, 100% dos assentos em todos os voos que possuem na rota entre seu aeroporto de saída e seu aeroporto de destino. Assim podem oferecer maiores descontos se você aceitar um voo com uma escala mais demorada – ou um outro com uma escala muito rápida -, de sorte a ocupar melhor o outro voo, que te levará ao destino final.

Só para exemplificar fizemos uma pesquisa de voos de São Paulo para Madrid, para uma data quase 12 meses à frente. E vimos as duas melhores ofertas, por empresas conhecidas, uma delas conhecida por ser de low-cost. Nessa empresa o voo era direto (cerca de 11h para chegar ao destino) e o preço era de R$ 2872. Na outra empresa, de maior porte o preço era muito menor R$ 1815 (quase 37% de desconto) – como pode isso? A resposta é que esse outro voo tinha uma escala, mas não escala normal. Esse tinha uma escala superior à 19h, portanto sua chegada seria 30h depois da partida. Então a empresa baixa o preço, pois vai ocupar um outro voo, no dia seguinte, que deve estar ainda muito vazio. Só seria vantagem para você se você quiser conhecer a cidade da escala (sempre um Hub da empresa), lembrando que terás que pagar uma noite num hotel.

2 thoughts on “Como Funcionam os Preços das Passagens Aéreas

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.