Bagagens

Bagagens

Conheça os tamanhos admitidos pela companhias aéreas, o que é gratuito e o que pode ser cobrado, quantas malas podem ser despachadas, onde colocar sua bagagem de mão e as restrições do que pode ser levado.

Basicamente existem dois tipos de bagagens que você pode levar num voo, cujos tamanhos são definidos internacionalmente e que podem ser ou não gratuitamente levadas:

  • as de bordo, ou bagagens de mão,
  • as embarcadas, que vão no porão de seu voo.
Tipos básicos de bagagem que se pode levar num avião comercial.
(Clique na imagem acima para ampliá-la)

Basicamente as bagagens de mão – no que se incluem aquelas pequenas malas com rodinhas (peso em geral até 10 kg), as mochilas, pastas de notebook e as bolsas de mão das mulheres – são gratuitas, enquanto as embarcadas – que vão no porão de seu avião – podem ser gratuitas ou pagas*, dependendo do voo e do tipo de classe de assento comprada.

No Brasil, a partir de 2019, algumas alterações aconteceram nessas dimensões. Elas agora são estas:
mala de mão (cabine): 56 x 45 x 25 cm – peso máximo = 10 kg
mala de porão (embarcada): 75 x 53 x 30 cm (ou a soma = 158 cm) – peso max = 23 kg
Algumas empresas (BA por exemplo) permitem malas de porão com as dimensões: 90 x 75 x 43 cm (o limite de peso permanece como 23 kg)

De qualquer forma, vale a pena conferir se sua companhia de aviação admite estes valores, ou possui valores diferenciados.

As malas não são todas padronizadas – elas só tem que obedecer aos limites acima indicados, portanto você encontra uma variedade de malas, e não necessariamente dos mesmos tamanhos. Em geral compramos as malas de tamanho grande (para levar no porão do avião) e as malas pequenas (para levar na cabine do avião). Mas tem quem prefira também usar uma mala de tamanho médio, seja por gosto pessoal, seja para economizar espaço em casa ou no carro, por levar pouca coisa.

Os tamanhos médios dessas malas ficam em torno de:
Pequenas: 56 x 36 x 22 cm (aqui a soma dá 114 cm – o limite é 115)
Médias: 65 x 42 x 25 cm
Grandes: 75 x 52 x 30 cm (aqui a soma dá 157 cm – o limite é 158)

Bagagem de mão vai embaixo do assento à frente ou no bagageiro

A bagagem de mão vai com você dentro da cabine do avião, e você pode colocar em dois lugares específicos: embaixo do assento à sua frente (para sua bolsa de mão) e acima dos assentos, no bagageiro da cabine, para a mala pequena e/ou mochila, conforme mostrado na imagem ao lado.

Mas o maior problema que você vai enfrentar com as malas não é com o peso delas, que para as malas que irão registradas, e colocadas no porão do voo, são de até 23kg ou 32kg – dependendo do voo e da classe de assento comprada. Também não são as dimensões máximas (que na aviação são medidas pela soma da altura, largura e profundidade).

O problema é que sua passagem pode nem te dar a possibilidade de gratuidade para suas malas embarcadas. Assim ou você compra uma passagem de classe maior (pode sair bem mais caro – em geral entre 30 à 80% superior ao da econômica) ou paga para registrar e embarcar tais malas.

Em geral se você deixar para fazer isso no próprio balcão da companhia aérea, os custos podem ser de 30 a 50% maiores que se você o fizer junto com a compra da passagem, ou logo após, usando o site da empresa. Assim compre, quando for necessário, no momento da compra das passagens. E faça uma previsão com suas compras. Muita gente vai com uma mala, mas vai voltar com uma segunda cheia das compras. Nesse caso, se você for previdente já compre o embarque de duas malas para o seu voo de volta.

Nessa situação não espere nenhuma homogeneidade nos custos do embarque das malas embarcadas. Cada empresa cobra o que quiser, não há regulamentação alguma. Mas em geral encontramos hoje preços que variam bastante, conforme você pode conferir na lista abaixo (levantamento feito em abril/2019):

  • preços em reais (no Brasil portanto): de R$ 327 até R$ 349 (em algumas empresas você pode pagar ainda mais caro no caso de uma segunda mala embarcada – de R$ 415 até R$ 465
  • preços em moedas estrangeiras: de 80 até 120 (dólares, euros ou libras – em geral o valor é fixo, nesses casos veja se pode pagar em dólares, pois é a moeda mais em conta na conversão para o real – isto poderá não ser possível, principalmente ao comprar a passagem ou pagar para levar a mala embarcada lá fora – aí você sempre pagará pela moeda do país)

Restrições de conteúdo:

Você não pode levar tudo que deseja em suas malas, mesmo nas malas de mão ou nas mochilas. Existem produtos totalmente proibidos, outros que são parcialmente proibidos – restrição de volume -, e outros que só podem ser levados na bagagem embarcada (a que vai no porão). Consulte nosso artigo sobre essa questão, que traz o que a maioria das empresas aéreas aceitam ou proíbem em seus aviões.

Mas consulte sempre o site da companhia aérea para saber exatamente que produtos você pode levar e onde devem estar.

(*) passagens adquiridas até fevereiro de 2018, para quaisquer voos saindo ou chegando ao Brasil, davam direito a DUAS malas embarcadas e gratuitas, incluídas em cada passagem aérea. A partir dessa data isso deixou de valer, e você tem que atentar bem na hora de decidir por qual companhia aérea você vai viajar, pois algumas classes de assentos (em geral apenas as Econômicas) tem restrições de malas embarcadas. Se você precisa levar duas malas embarcadas, e tua passagem não te dá o direito de levar gratuitamente nenhuma mala, embarcar duas pode te sair por até quase R$ 1.000 – leve em conta isso e decida se prefere comprar outra classe de assento ou mudar de companhia aérea.

Francisco Panizo

Engenheiro um dia, agora Analista de Informática, Amante dos Esportes a Motor, e mais recentemente Viajante com gosto.

Um comentário em “Bagagens

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.